• Fábio Chitolina

Técnico em Radiologia: direito à Insalubridade Máxima!

Atualizado: 23 de ago.

É direito do Técnico em Radiologia receber o adicional de INSALUBRIDADE em grau máximo. Saiba mais!

Técnico em radiologia trabalhando

Acompanhe este artigo até o final que vou lhe explicar tudo sobre a insalubridade em grau máximo, que deve ser paga aos técnicos em radiologia, em razão da exposição à radiação ionizante. Mais que isso, vou lhe ensinar como garantir as provas, caso você queira cobrar este direito do seu empregador!



O adicional de INSALUBRIDADE é um direito que deve ser pago ao técnico em radiologia e demais trabalhadores que trabalhem, operando ou próximo de máquinas que emitam radiação, como é o exemplo dos equipamentos de RAIO-X.

Cabe destacar que o adicional deve ser pago sempre que o funcionário ou técnico em radiologia trabalhe exposto à radiação.


Ainda, mesmo que o trabalhador utilize EPIs, como exemplo, avental de chumbo, óculos, protetor de tireoide, dentre outros, será devido o adicional de insalubridade em grau máximo.

Neste caso, o adicional é devido tendo em vista que os EPIS apenas reduzem a exposição à radiação, mas não evitam completamente o seu contato com o técnico em radiologia.


É bom lembrar que o adicional de insalubridade também remunera o trabalhador e incidirá sobre o décimo terceiro salário, férias mais 1/3, FGTS do contrato e aviso prévio!


Então, se você trabalha ou trabalhou próximo de equipamentos de RAIO-X, ou como técnico em radiologia, saiba que você deve receber o adicional de insalubridade em grau máximo, que é correspondente a 40% sobre o salário-mínimo nacional.

Além disso, as atividades desempenhadas por estes profissionais são reconhecidas como especiais, o que lhes dá direito ao benefício de aposentadoria especial junto ao INSS, reduzindo o tempo mínimo de contribuição.


E como faço para cobrar o adicional de insalubridade?


Se você trabalhou operando ou permanecendo próximo de máquina de RAIO-X, saiba que você poderá dar entrada em um processo trabalhista para cobrar o adicional de insalubridade em grau máximo.


Para isso, é MUITO IMPORTANTE, que você reúna algumas provas, para demonstrar na justiça que você trabalhou nesta situação.


Isso porque, em muitos processos, as empresas costumam mentir, muitas vezes alegando que o trabalhador NÃO ficava exposto à radiação, ou ainda, dizem que os EPIs eram eficazes, e fazem isso com interesse ÚNICO de que a justiça lhe negue este direito ao adicional!

Então vamos lá! Para você não correr este risco, lhe indico reunir as seguintes provas:


  1. Fotografe o ambiente de trabalho, o local onde você ficava quando do funcionamento da máquina de RAIO-X, tire fotos e anote os dados da máquina de RAIO-X.

  2. Se os EPIs não forem adequados, faça fotos, mostrando os equipamentos de segurança, para demonstrar que não eram eficientes ou apresentavam avarias.

Portanto, reúna tudo o que você tiver de provas que lhe ajude a demonstrar que você trabalhava exposto à radiação, pois isso poderá lhe ajudar no processo trabalhista.


Lhe garanto que, após você guardar todas estas provas, será mais tranquilo caso você opte futuramente em dar entrada em uma ação para cobrar o seu direito.


Para finalizar, caso você pretenda ingressar com um processo trabalhista, recomendo consultar com um advogado trabalhista, pois ele poderá analisar melhor o seu caso e, se for necessário, poderá dar entrada em uma ação trabalhista.

Caso este artigo tenha lhe ajudado, compartilhe com seus colegas, muitos não sabem deste direito!


Abraço e lhe desejo boa sorte!





Veja outro artigo relacionado ao tema:


Vai cobrar na justiça o direito ao adicional? Veja aqui como funciona a PERÍCIA da insalubridade!

Periculosidade é devida ao Eletricista de baixa tensão!